Music Carregando ...
Quinta-Feira, 28 de Setembro de 2017
Pastor promete derrubar monumento a Satanás: “essência do mal”
Organização ateísta quer exibir pentagrama com dizeres “uma nação sob o Anticristo”



Pastor promete derrubar monumento a Satanás: “essência do mal”
Os ateus de Boca Raton, Flórida, entraram com um processo exigindo direitos iguais no tocante à exposição de Natal. Todos os anos, cristãos colocam um presépio no parque central para lembrar o nascimento de Jesus.

Liderados pelo professor Preston Smith, que se declara ateísta, um grupo de cidadãos da Freedom From Religion fez um requerimento junto à prefeitura da cidade para instalarem um pentagrama de metal, com 2 metros de altura e cerca de 150 quilos.

No centro há uma imagem de Bafomete, figura com cabeça de bode e corpo humano. Acima e abaixo, frases como “Nós confiamos em Satanás”, “Uma nação debaixo do anticristo” e “Que as crianças saúdem Satanás”.

Smith nega ser um satanista, mas seu grupo usa esse tipo de imagem para simbolizar sua oposição ao cristianismo dominante no país. Admitiu também saber que o pentagrama provocaria um debate sobre a liberdade religiosa, mas vai até o fim.

A única maneira dele desistir é se a prefeitura proibir todas as manifestações religiosas, que incluiriam o presépio, uma árvore de Natal e uma menorá que a comunidade judaica usa para celebrar o Chanuka no final do ano.

Revoltado, o pastor Mark Boykin, da Igreja para Todas as Nações, disse não se importar com o discurso politicamente correto. Ele prometeu usar uma marreta para derrubar o monumento satânico, caso ele realmente seja exposto. Advertindo que o objeto representa a “essência do mal”, protesta contra a invocação das trevas em sua cidade.

Legalmente, há pouco a fazer. A prefeitura disse que não pode impedir a manifestação religiosa. “Nossos advogados disseram que, se nos opormos, será um processo caro e demorado”, explica o vice-prefeito de Boca Raton, Jeremy Rodgers.

A prefeita de Boca Raton, Susan Haynie, lembra que o local, no centro do Praça Sanborn, é “do povo” e aberto a toda manifestação religiosa. Embora pessoalmente considere a exibição satanista “extremamente ofensiva”, assegura que a cidade não pode ir contra a liberdade de expressão. No ano passado, a Freedom From Religion colocou um pentagrama um pouco menor no local, mas ele foi vandalizado e acabou sendo retirado.
Fonte: Gospel Prime



MÍDIAS VÍDEO