Music Carregando ...
Boa Tarde Cidade — com Juninho
  • Boa Tarde Cidade — com Juninho

13:00 às 18:00

SEXTA-FEIRA
Quinta-Feira, 11 de Maio de 2017
“Homossexualidade não é um pecado pior que os outros”, diz John Piper
Teólogos não são unanimes sobre o assunto



“Homossexualidade não é um pecado pior que os outros”, diz John Piper
John Piper, conhecido teólogo e autor de livros, foi confrontado com uma questão que é recorrente na abordagem que os cristãos fazem sobre o movimento gay.  “A homossexualidade é pior para a sociedade que outros pecados?”.

Em sua resposta, divulgada no programa de rádio online que mantém, ele explicou que outros pecados como ganância e orgulho são muito mais comuns que o comportamento homossexual.

“Não tenho dúvidas que uma quantidade muito maior de pessoas terão suas vidas arruinadas nesta e na outra vida por causa de pecados como ganância, orgulho, egoísmo e raiva excessiva do que aqueles que serão arruinadas pelo comportamento homossexual pecaminoso”, ressaltou.

Ele explicou sua posição com dois argumentos: “Por um lado, esses pecados são mais comuns que a relação sexual homoafetiva. Segundo, esses pecados (ganância, orgulho, egoísmo e raiva excessiva) são mais sutis e passam mais facilmente como algo aceitável”.

Piper também disse acreditar que “a homossexualidade não é um pecado pior e nem tão comum quando ganância, orgulho, egoísmo e raiva”.

O teólogo acredita que essa questão passou a receber muito mais atenção  que os outros não por que “destrói mais as pessoas”, mas por que é notícia. “Não são os cristãos que colocam seguidamente a homossexualidade na imprensa”, lembra, “mas somos forçados a explicar nossa posição sobre o assunto publicamente, seja pela pregação ou por escrito, com tanta frequência por que a mídia fez disso algo tão importante que precisamos explicar aos não cristãos como nós vemos isso”.

Lembrou ainda que este pecado, ao contrário de tantos outros, possui defensores articulados e insistentes, por isso o assunto aparece tanto. “Se todos os pecados estivessem sendo defendidos com a mesma veemência, provavelmente falaríamos mais sobre eles”, provoca.

Por fim, o fato de o comportamento homossexual ser contrário à natureza, ganha tanto destaque em nosso discurso moral, acredita Piper.

O mais importante, destaca, é deixar claro que Jesus Cristo veio a este mundo “para salvar todos os pecadores, heterossexuais e homossexuais, pessoas gananciosas, orgulhosas, egoístas e iradas”.

“Todos nós precisamos do mesmo Salvador, e o sangue de Jesus é o suficiente para lavar cada pecado e remover todo julgamento, nos dando cura e alegria eterna”, finalizou.

Teólogo discorda

Contudo, há teólogos, como Robert A. J. Cagnon, professor do Seminário Teológico de Pittsburgh, que discordam dessa posição. Para ele, os que defendem que todos os pecados são iguais acabam minimizando a gravidade dos pecados e suas consequências.

“Existe uma grande quantidade de evidências, tanto das Escrituras quanto da lógica e da experiência, que mostram claramente duas coisas: 1) os pecados são diferentes diante de Deus e 2) Deus considera que os pecados sexuais são mais severos”.
Fonte: Gospel Prime



MÍDIAS VÍDEO